Entender os casos em Alemão


Artigos definidos, indefinidos, possessivos e sem artigo

Artigo definido, sem artigo, artigo indefinido e artigo possessivo,
para os quatro casos, os três géneros, singular e plural; em Alemão

Um dos problemas para quem aprende Alemão, é tentar entender os quatro diferentes casos, ou seja, nominativo, acusativo, dativo ou genitivo. Segundo a minha professora de Alemão, esta tabela, é aquela sobre a qual todo o estudante de Alemão deve observar e refletir por uns minutos todos os dias antes de adormecer. Uma regra geral para perceber como funcionam os casos pode ser geralmente pensar que o nominativo aplica-se ao sujeito; o acusativo aplica-se ao complemento/objeto direto; o dativo ao complemento/objeto indireto e o genitivo ao objeto de posse do sujeito.

      Os poemas do escritor são escritos com uma caneta para a sua amada

Nominativo
O que é que é escrito (do verbo ser escrito)? Qual é o sujeito principal que aplica a ação (o verbo) ser escrito? Os poemas, logo "os poemas" está no caso nominativo.

Acusativo
São escritos para quem, ou para quê? Qual é o complemento direto da ação de ser escrito? A sua amada, pois é a ela que são escritos os poemas, logo a sua amada está no caso acusativo.

Dativo
O que é que auxilia ou complementa de forma indireta a ação de escrever? O complemento indireto, ou seja, a caneta. Logo a caneta está no caso dativo.

Genitivo
Os poemas são de quem? Qual a entidade que possui o sujeito? O escritor, logo o escritor está no caso genitivo.

      Die Gedichte des Schriftstellers sind mit einem Stift für seine Geliebte geschrieben

Os poemas (Die Gedichte), está no plural e no nominativo, usando-se o artigo definido (os, Die). Olhando para a tabela lá de cima, verifica-se então que fica apenas Die. A sua amada (seine Gelibte) como verificámos está no acusativo, e como é um nome feminino e se faz uso do artigo possessivo aplicando a tabela, vamos ao caso acusativo e género feminino e ficamos com seine (a tabela mostra apenas "meu"). A caneta (der Stift), ou melhor uma caneta (ein Stift), verificámos que estava no caso dativo, e considerando que se trata de um nome masculino e usamos aqui o artigo indefinido (uma, ein), observando a tabela fica-se com einem Stift. O escritor (der Schriftsteller), ou melhor "do escritor", não esquecendo que a palavra do é a contração entre "de" e "o", verificámos que está no caso genitivo. Como é um nome masculino, e se faz uso do artigo definido "o", observando a tabela ficamos com des Schriftstellers.

O mesmo princípio se aplica aos adjetivos associados aos nomes, que mudam em função dos casos, tal como consta na tabela acima, mas por questões de simplicidade, não exemplificarei. Em Português, os adjetivos mudam apenas em função do género e do número do nome, ou seja por exemplo "belo gato", "belos gatos", "bela gata", "belas gatas". Mas em Alemão, como pode ser observado, os adjetivos mudam em função do género, do número e do caso. Há todavia formas mais fáceis em Alemão de saber automaticamente qual o caso que devemos aplicar, em função das preposições.

Acusativo

      bis, durch, für, gegen, ohne, um

Dativo

      ab, aus, bei, mit, nach, seit, von, zu

Com as outras preposições como in ou über, tal dependerá do contexto da frase, podendo ser acusativo ou dativo.


Pronomes pessoais

Tabela de pronomes pessoais para diferentes pessoas, número e caso.

Na língua portuguesa restam uns resquícios da alguns casos, principalmente nos pronomes pessoais. Ninguém em português diz "com tu", mas sim contigo. O "tigo" é de certa forma o equivalente ao dativo da língua portuguesa para o "tu". Em Alemão diz-se mit dir. pois a segunda pessoa do singular du, como se segue à preposição mit, está no dativo. Em Português ninguém diz "para tu" mas sim para ti. O ti, é um resquício do caso acusativo do pronome pessoal tu. Equivalentemente diz-se em Alemão für dich pois segue-se à preposição für.

Sem comentários:

Enviar um comentário