Carta pública à CARRIS


Exmo. Srs. da Carris

Vivemos num país de proxenetas instituídos, que sob a égide de serviço público, mamam do erário público sem qualquer pundonor, o que lhes aprouver.

Lembro-me a título de exemplo de várias fundações de índole duvidosa, da RTP1 - que nada acrescenta à concorrência e só passa lixo televisivo e futebol, funcionando com os meus impostos, autoridades da concorrência e reguladoras extremamente passivas que sugam milhões por ano, deputados que vivem à custa do pagode com luxos opíparos, e por aqui continuaria sem fim. Não é todavia o caso da Carris.

Num país, onde o ato de falar mal e criticar é reinante, cumpre-me congratular a Carris pelo ótimo serviço que presta (e não, apesar do tom poético com que escrevo não estou a satirizar nem a ironizar). Sou vosso cliente e quero congratulá-los pelo excelente serviço que a Carris me presta. Não tenho carro e desloco-me amiúde de transportes públicos e de bicicleta, e naturalmente a Carris enquadra-se neste paradigma; ora então:

  • os autocarros são deveras frequentes,
  • os habitáculos das viaturas são confortáveis e climatizados, proporcionando frescura no verão e aquecimento no inverno,
  • a rede é vastíssima, proporcionando ao utilizador fazer uma série de combinações nos percursos, otimizando tempo,
  • tem 4 elevadores/funiculares que além de bonitos são práticos na deslocação em altitude,
  • tem um excelente serviço de informação de espera, através de sms, que tendo todos os carros sistema GPS com predição de navegação, proporciona ao utilizador um conforto significativo, pois este fica com uma ideia de quanto tempo tem de esperar. Há vários painéis informativos nas paragens, com a informação de espera,
  • tem uma excelente rede de madrugada, pontual, e deveras frequente, considerando que se trata de horas a meio da noite,
  • os assentos são confortáveis e a suspensão das viaturas também, proporcionando uma viagem agradável,
  • e tudo isto é extremamente barato (conjugado com o Metro e a CP fica apenas em 35€/mês).
Assim, cumpre-me sinceramente congratular V. Exas. pelo ótimo serviço público que presta a Carris. É daqueles serviços para os quais me orgulho de pagar impostos (à exceção dos dias de greve)

Tenho todavia, apenas pequenos reparos a fazer a V. Exas.:
  • mais zelo e cuidado na condução perante ciclistas considerando que os velocípedes também são veículos e que também têm direito a andar na via pública (têm havido várias queixas de ciclistas à condução mais agressiva de certos condutores da Carris),
  • aumentem por favor o número de autocarros onde se pode transportar bicicleta, pois a bicicleta conjugada com o transporte público, permite uma versatilidade na mobilidade inigualável,
  • a rede de elétrico dececiona-me mesmo bastante. Tendo sido Lisboa, uma das cidades com uma das maiores redes de elétricos na Europa, em meados do séc. XX, hoje essa rede limita-se a uma linha decente entre Algés e a Baixa, e a uma série de outras linhas muito mais turísticas, do que propriamente de serviço público e práticas para os lisboneses.
Todavia, no cômputo geral, cumpre-me congratular V. Exas. e a empresa (se é que se pode congratular uma entidade não humana) pelo excelente serviço que a Carris, me presta a mim, enquanto utente.

Com os melhores e mais sinceros cumprimentos

Atentamente
João Pimentel Ferreira

Sem comentários:

Publicar um comentário