Iniciação


Poço de Iniciação por Ana Ventura
Caminhas preso pelo Universo
Ansiando por amar
E surgirá no mar disperso
O Infante livre e imerso
na Luz que te irá Salvar

Teus egos deambulam pelo mundo
Desnuda-te e reúne-os num só
Remete-os ao teu Eu profundo
E verás quão nobre e imundo
tu és! Já teu corpo apenas pó.

Neófito, não há morte
Observa-te frio e nu
Deus detém-te a sorte
Com Ele serás mais forte
Quem teu tua vontade és Tu

O Assombro estarreceu-te
Para veres quão nobre és
O Infante ofereceu-te!
A nova ordem esqueceu-te.
Um Mundo Novo a teus pés!

Passaste pelo processo da dor
Mostraram-te o caminho sagrado
Do sangue ergueste uma flor
Cantaste o hino do Amor
Neófito, estás batizado!

Falta cumprir-se o que Deus escreveu
nas linhas curvas e misteriosas,
cujo Verso o Mago leu
e descortinou o breu
das crenças mais ditosas

Neófito, tens a Missão
Consagraram-te no Ministério
Derrotarás o vil mação
Abraçarás o teu irmão
Neófito, cria um Império!





Aónio Eliphis

Sem comentários:

Publicar um comentário